Agenda

Jan
11
Sex
Afinal… o Gato? – Lisboa @ Colégio Piloto Diese
Jan 11@9:30_16:00

AFINAL… O GATO?

30 minutos – para crianças dos 6 meses aos 5 anos

(só para as crianças da instituição)

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.

“Gato que brincas na rua como se fosse na cama” É ​a ​partir daqui que tudo começa.
Mas afinal onde está o gato? Dentro do sapato? Dentro do poema? Dentro do livro? Dentro de nós?
Vamos jogar com ele às escondidas? Vamos?
Vamos brincar com os sons, com as palavras, com as sensações, com o impossível, com o que não há?
Será que no final vamos saber onde está e quem é o gato?

“A nossa imaginação do impossível não é porventura própria, pois já vi gatos olhar para a lua, e não sei se não a quereriam.”Fernando Pessoa (Livro do desassossego)

Jan
15
Ter
Afinal… o Gato? – Sintra @ Colégio Catarina de Bragança
Jan 15@10:00_11:30

AFINAL… O GATO?

30 minutos – para crianças dos 6 meses aos 5 anos

(só para as crianças da instituição)

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.

“Gato que brincas na rua como se fosse na cama” É ​a ​partir daqui que tudo começa.
Mas afinal onde está o gato? Dentro do sapato? Dentro do poema? Dentro do livro? Dentro de nós?
Vamos jogar com ele às escondidas? Vamos?
Vamos brincar com os sons, com as palavras, com as sensações, com o impossível, com o que não há?
Será que no final vamos saber onde está e quem é o gato?

“A nossa imaginação do impossível não é porventura própria, pois já vi gatos olhar para a lua, e não sei se não a quereriam.”Fernando Pessoa (Livro do desassossego)

Jan
17
Qui
Afinal o Caracol – Barreiro @ Colégio Minerva
Jan 17@10:00_11:30

25 minutos – Bebés dos 6 meses aos 3 anos
(também para crianças dos 3 aos 5 anos)

(só para as crianças da instituição)

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e ilustrações de Mafalda Milhões.

A história de um caracol, das cócegas que ele fazia, de como ele virava e girava, e de como acabou por não cair. Brincamos com as palavras. São o nosso brinquedo favorito. Brincamos com a música das palavras, com a leveza das palavras, com o tamanho das palavras, com a pressa e a lentidão das palavras e também… com o silêncio.

Jan
18
Sex
Andante(des)Concertante – Sesimbra @ Cine-teatro Municipal João Mota
Jan 18@10:30_15:30

ANDANTE(des)CONCERTANTE
Concerto de poesia para crianças

60 minutos

E se uma ida ao teatro nos transformasse em músicos de uma orquestra?
E se essa orquestra se transformasse numa floresta?
E se essa floresta nos fizesse amar as árvores?
E se as árvores desatassem a falar?
E se a fala das árvores nos mostrasse como as palavras dançam?

E se uma ida ao teatro fosse pura poesia?

Andante(des)Concertante
Um concerto feito de poesia, música, magia, heróis, pings e bongs, bailados de mãos e… silêncio.

A maestrina conduz uma floresta, e há uma orquestra, que dividida por naipes e com muita poesia, vai ensaiando com brincadeiras, coreografias, músicas, sons de vento e de pássaros e até de palavras proibidas.

No final, floresta e orquestra farão a sua apresentação… e haverá uma surpresa.

Jan
19
Sáb
Afinal… o Gato? – Lisboa @ Biblioteca Palácio Galveias
Jan 19@10:30_11:30

AFINAL… O GATO?

30 minutos – para crianças dos 6 meses  aos 3 anos

Entrada gratuita mediante inscrição prévia na Biblioteca

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.

“Gato que brincas na rua como se fosse na cama” É ​a ​partir daqui que tudo começa.
Mas afinal onde está gato? Dentro do sapato? Dentro do poema? Dentro do livro? Dentro de nós?
Vamos jogar com ele às escondidas? Vamos?
Vamos brincar com os sons, com as palavras, com as sensações, com o impossível, com o que não há?
Será que no final vamos saber onde está e quem é o gato?

“A nossa imaginação do impossível não é porventura própria, pois já vi gatos olhar para a lua, e não sei se não a quereriam.”Fernando Pessoa (Livro do desassossego)

Afinal… o Gato? – Lisboa @ Biblioteca Palácio Galveias
Jan 19@11:30_12:15

AFINAL… O GATO?

30 minutos – para crianças dos 3 aos 5 anos

Entrada gratuita mediante inscrição prévia na Biblioteca

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.

“Gato que brincas na rua como se fosse na cama” É ​a ​partir daqui que tudo começa.
Mas afinal onde está gato? Dentro do sapato? Dentro do poema? Dentro do livro? Dentro de nós?
Vamos jogar com ele às escondidas? Vamos?
Vamos brincar com os sons, com as palavras, com as sensações, com o impossível, com o que não há?
Será que no final vamos saber onde está e quem é o gato?

“A nossa imaginação do impossível não é porventura própria, pois já vi gatos olhar para a lua, e não sei se não a quereriam.”Fernando Pessoa (Livro do desassossego)

Jan
23
Qua
Quem quer ser Saramago – Abrantes @ Auditório da Santa Casa da Misericórdia
Jan 23@11:00_12:00

60 minutos

(para os alunos do ensino secundário do concelho)

A grande e decisiva arma é a ignorância. É bom, que eles nada saibam, nem ler, nem escrever, nem contar, nem pensar, que considerem e aceitem que o mundo não pode ser mudado, que este mundo é o único possível, tal como está, que só depois de morrer haverá paraíso… JS in Levantado do Chão
Agora, mais do que nunca, as palavras de José Saramago ajudam-nos a compreender, a lutar e a ultrapassar os tempos conturbados em que vivemos.
Quem quer ser Saramago?
Como num jogo somos levados através do universo da escrita de José Saramago, com avanços e recuos, ultrapassando uma dificuldade aqui, fazendo uma descoberta ali.
Quem quer ser Saramago?
Uma viagem contra a crueldade, a humilhação e a mentira, guiada pela “Voz” e pela obra do único Nobel da língua portuguesa, com destino a um mundo mais digno, justo e verdadeiro.

Jan
24
Qui
Quem quer ser Saramago – Loures @ Cine-Teatro de Loures
Jan 24@11:00_16:00

60 minutos

(para os alunos do ensino secundário do concelho)

A grande e decisiva arma é a ignorância. É bom, que eles nada saibam, nem ler, nem escrever, nem contar, nem pensar, que considerem e aceitem que o mundo não pode ser mudado, que este mundo é o único possível, tal como está, que só depois de morrer haverá paraíso… JS in Levantado do Chão
Agora, mais do que nunca, as palavras de José Saramago ajudam-nos a compreender, a lutar e a ultrapassar os tempos conturbados em que vivemos.
Quem quer ser Saramago?
Como num jogo somos levados através do universo da escrita de José Saramago, com avanços e recuos, ultrapassando uma dificuldade aqui, fazendo uma descoberta ali.
Quem quer ser Saramago?
Uma viagem contra a crueldade, a humilhação e a mentira, guiada pela “Voz” e pela obra do único Nobel da língua portuguesa, com destino a um mundo mais digno, justo e verdadeiro.

Jan
25
Sex
Afinal… o Gato? – Lisboa @ Associação Ester Janz
Jan 25@9:15_11:30

AFINAL… O GATO?

30 minutos – para crianças dos 6 meses  aos 5 anos

(só para as crianças da instituição)

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.

“Gato que brincas na rua como se fosse na cama” É ​a ​partir daqui que tudo começa.
Mas afinal onde está o gato? Dentro do sapato? Dentro do poema? Dentro do livro? Dentro de nós?
Vamos jogar com ele às escondidas? Vamos?
Vamos brincar com os sons, com as palavras, com as sensações, com o impossível, com o que não há?
Será que no final vamos saber onde está e quem é o gato?

“A nossa imaginação do impossível não é porventura própria, pois já vi gatos olhar para a lua, e não sei se não a quereriam.”Fernando Pessoa (Livro do desassossego)

Jan
29
Ter
Quem quer ser Saramago – Loures @ Escola General Humberto Delgado
Jan 29@15:00_16:00

60 minutos

(para os alunos do ensino secundário do concelho)

A grande e decisiva arma é a ignorância. É bom, que eles nada saibam, nem ler, nem escrever, nem contar, nem pensar, que considerem e aceitem que o mundo não pode ser mudado, que este mundo é o único possível, tal como está, que só depois de morrer haverá paraíso… JS in Levantado do Chão
Agora, mais do que nunca, as palavras de José Saramago ajudam-nos a compreender, a lutar e a ultrapassar os tempos conturbados em que vivemos.
Quem quer ser Saramago?
Como num jogo somos levados através do universo da escrita de José Saramago, com avanços e recuos, ultrapassando uma dificuldade aqui, fazendo uma descoberta ali.
Quem quer ser Saramago?
Uma viagem contra a crueldade, a humilhação e a mentira, guiada pela “Voz” e pela obra do único Nobel da língua portuguesa, com destino a um mundo mais digno, justo e verdadeiro.

Jan
30
Qua
Quem quer ser Saramago – Sacavém @ Museu de Cerâmica de Sacavém
Jan 30@11:00_16:00

60 minutos

(para os alunos do ensino secundário do concelho)

A grande e decisiva arma é a ignorância. É bom, que eles nada saibam, nem ler, nem escrever, nem contar, nem pensar, que considerem e aceitem que o mundo não pode ser mudado, que este mundo é o único possível, tal como está, que só depois de morrer haverá paraíso… JS in Levantado do Chão
Agora, mais do que nunca, as palavras de José Saramago ajudam-nos a compreender, a lutar e a ultrapassar os tempos conturbados em que vivemos.
Quem quer ser Saramago?
Como num jogo somos levados através do universo da escrita de José Saramago, com avanços e recuos, ultrapassando uma dificuldade aqui, fazendo uma descoberta ali.
Quem quer ser Saramago?
Uma viagem contra a crueldade, a humilhação e a mentira, guiada pela “Voz” e pela obra do único Nobel da língua portuguesa, com destino a um mundo mais digno, justo e verdadeiro.

Jan
31
Qui
Quem quer ser Saramago – Sacavém @ Museu de Cerâmica de Sacavém
Jan 31@11:00_16:00

60 minutos

(para os alunos do ensino secundário do concelho)

A grande e decisiva arma é a ignorância. É bom, que eles nada saibam, nem ler, nem escrever, nem contar, nem pensar, que considerem e aceitem que o mundo não pode ser mudado, que este mundo é o único possível, tal como está, que só depois de morrer haverá paraíso… JS in Levantado do Chão
Agora, mais do que nunca, as palavras de José Saramago ajudam-nos a compreender, a lutar e a ultrapassar os tempos conturbados em que vivemos.
Quem quer ser Saramago?
Como num jogo somos levados através do universo da escrita de José Saramago, com avanços e recuos, ultrapassando uma dificuldade aqui, fazendo uma descoberta ali.
Quem quer ser Saramago?
Uma viagem contra a crueldade, a humilhação e a mentira, guiada pela “Voz” e pela obra do único Nobel da língua portuguesa, com destino a um mundo mais digno, justo e verdadeiro.

Fev
1
Sex
Quem quer ser Saramago – Sacavém @ Museu de Cerâmica de Sacavém
Fev 1@21:30_22:30

60 minutos

entrada livre

A grande e decisiva arma é a ignorância. É bom, que eles nada saibam, nem ler, nem escrever, nem contar, nem pensar, que considerem e aceitem que o mundo não pode ser mudado, que este mundo é o único possível, tal como está, que só depois de morrer haverá paraíso… JS in Levantado do Chão
Agora, mais do que nunca, as palavras de José Saramago ajudam-nos a compreender, a lutar e a ultrapassar os tempos conturbados em que vivemos.
Quem quer ser Saramago?
Como num jogo somos levados através do universo da escrita de José Saramago, com avanços e recuos, ultrapassando uma dificuldade aqui, fazendo uma descoberta ali.
Quem quer ser Saramago?
Uma viagem contra a crueldade, a humilhação e a mentira, guiada pela “Voz” e pela obra do único Nobel da língua portuguesa, com destino a um mundo mais digno, justo e verdadeiro.

Fev
6
Qua
Afinal o Caracol – Lisboa @ Colégio do Largo
Fev 6@10:00_10:30

25 minutos – Bebés dos 6 meses aos 3 anos
(também para crianças dos 3 aos 5 anos)

(só para as crianças da instituição)

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e ilustrações de Mafalda Milhões.

A história de um caracol, das cócegas que ele fazia, de como ele virava e girava, e de como acabou por não cair. Brincamos com as palavras. São o nosso brinquedo favorito. Brincamos com a música das palavras, com a leveza das palavras, com o tamanho das palavras, com a pressa e a lentidão das palavras e também… com o silêncio.

Mar
8
Sex
Sophia na Biblioteca Andante – Lisboa @ Local a designar
Mar 8@19:00_20:00
Sophia na Biblioteca Andante
 
Mais do que uma leitura encenada, Sophia na Biblioteca Andante é uma revisitação nossa aos seus textos que sempre nos acompanharam.
Do “dia inicial inteiro e limpo” à exemplar super “Mónica”, dos “brancos pavores” do fundo do mar à infância, quando pensava que os poemas eram “o nome deste mundo dito por ele próprio”. Sem nunca esquecer a sua amada Grécia. Nem o mar.
 
A arte poética de Sophia de Mello Breyner Andresen acompanha-nos desde o início, há vinte anos já.
 
Sophia, uma pedra basilar da nossa biblioteca, uma poesia que nos ensina a olhar para nós próprios. Uma voz que identificamos como nossa. Ou como ela escreveu:
“A voz sobe os últimos degraus
Oiço a palavra alada impessoal
Que reconheço por não ser já minha.”
Mar
18
Seg
Afinal… o Gato? – Azeitão @ Colégio das Faias
Mar 18@10:00_10:45

AFINAL… O GATO?

30 minutos – para crianças dos 6 meses  aos 5 anos

(só para as crianças da instituição)

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.

“Gato que brincas na rua como se fosse na cama” É ​a ​partir daqui que tudo começa.
Mas afinal onde está o gato? Dentro do sapato? Dentro do poema? Dentro do livro? Dentro de nós?
Vamos jogar com ele às escondidas? Vamos?
Vamos brincar com os sons, com as palavras, com as sensações, com o impossível, com o que não há?
Será que no final vamos saber onde está e quem é o gato?

“A nossa imaginação do impossível não é porventura própria, pois já vi gatos olhar para a lua, e não sei se não a quereriam.”Fernando Pessoa (Livro do desassossego)

Mar
21
Qui
Andante(des)Concertante – Vila Franca de Xira @ Fábrica das Palavras
Mar 21@10:00_11:00

ANDANTE(des)CONCERTANTE
Concerto de poesia para crianças

Para os alunos do 1º ciclo do concelho

60 minutos

E se uma ida ao teatro nos transformasse em músicos de uma orquestra?
E se essa orquestra se transformasse numa floresta?
E se essa floresta nos fizesse amar as árvores?
E se as árvores desatassem a falar?
E se a fala das árvores nos mostrasse como as palavras dançam?

E se uma ida ao teatro fosse pura poesia?

Andante(des)Concertante
Um concerto feito de poesia, música, magia, heróis, pings e bongs, bailados de mãos e… silêncio.

A maestrina conduz uma floresta, e há uma orquestra, que dividida por naipes e com muita poesia, vai ensaiando com brincadeiras, coreografias, músicas, sons de vento e de pássaros e até de palavras proibidas.

No final, floresta e orquestra farão a sua apresentação… e haverá uma surpresa.

Mar
22
Sex
Andante(des)Concertante – Funchal @ Local a designar
Mar 22@15:00_16:00

ANDANTE(des)CONCERTANTE
Concerto de poesia para crianças

No âmbito do VII Encontro de Leitura em Voz Alta – Ler com Amor

60 minutos

E se uma ida ao teatro nos transformasse em músicos de uma orquestra?
E se essa orquestra se transformasse numa floresta?
E se essa floresta nos fizesse amar as árvores?
E se as árvores desatassem a falar?
E se a fala das árvores nos mostrasse como as palavras dançam?

E se uma ida ao teatro fosse pura poesia?

Andante(des)Concertante
Um concerto feito de poesia, música, magia, heróis, pings e bongs, bailados de mãos e… silêncio.

A maestrina conduz uma floresta, e há uma orquestra, que dividida por naipes e com muita poesia, vai ensaiando com brincadeiras, coreografias, músicas, sons de vento e de pássaros e até de palavras proibidas.

No final, floresta e orquestra farão a sua apresentação… e haverá uma surpresa.

Mar
23
Sáb
Aleatório – Funchal @ Local a designar
Mar 23@21:30_22:30

Aleatório – Concerto de palavras ao acaso
60 minutos – Público em geral – maiores de 12

No âmbito do VII Encontro de Leitura em Voz Alta – Ler com Amor

Dar forma às palavras, dar som às palavras, dar vida às palavras, dar-lhes o sopro vital que as faça habitar o nosso espaço; emprestar-lhes o corpo, fornecer-lhes os traços, fazê-las ressoar nas nossas e vossas cabeças; com elas contar, cantar, pintar, dançar, escrever, tocar, brincar; com elas organizar o caos, o acaso, o aleatório. Ou o contrário: com elas criar o caos, o acaso, o aleatório.
Um espectáculo de palavras, sons e imagens concertadas, ou um concerto de palavras, sons e imagens espectaculares. Uma hora de viagem (pouco) ao acaso.

 

Abr
4
Qui
Andante(des)Concertante – Amadora @ Escola Básica da Mina
Abr 4@10:00_11:00

ANDANTE(des)CONCERTANTE
Concerto de poesia para crianças

Para os alunos do 1º ciclo da instituição

60 minutos

E se uma ida ao teatro nos transformasse em músicos de uma orquestra?
E se essa orquestra se transformasse numa floresta?
E se essa floresta nos fizesse amar as árvores?
E se as árvores desatassem a falar?
E se a fala das árvores nos mostrasse como as palavras dançam?

E se uma ida ao teatro fosse pura poesia?

Andante(des)Concertante
Um concerto feito de poesia, música, magia, heróis, pings e bongs, bailados de mãos e… silêncio.

A maestrina conduz uma floresta, e há uma orquestra, que dividida por naipes e com muita poesia, vai ensaiando com brincadeiras, coreografias, músicas, sons de vento e de pássaros e até de palavras proibidas.

No final, floresta e orquestra farão a sua apresentação… e haverá uma surpresa.

Abr
6
Sáb
Afinal… o Gato? – Cascais @ Biblioteca Infanto-Juvenil de Cascais
Abr 6@15:00_15:45

AFINAL… O GATO?

30 minutos – para crianças dos 3 aos 5 anos

Entrada gratuita mediante inscrição prévia na Biblioteca

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.

“Gato que brincas na rua como se fosse na cama” É ​a ​partir daqui que tudo começa.
Mas afinal onde está gato? Dentro do sapato? Dentro do poema? Dentro do livro? Dentro de nós?
Vamos jogar com ele às escondidas? Vamos?
Vamos brincar com os sons, com as palavras, com as sensações, com o impossível, com o que não há?
Será que no final vamos saber onde está e quem é o gato?

“A nossa imaginação do impossível não é porventura própria, pois já vi gatos olhar para a lua, e não sei se não a quereriam.”Fernando Pessoa (Livro do desassossego)

Abr
7
Dom
Afinal o Caracol – Pontevedra @ Salao del libro de Pontevedra
Abr 7@10:00_16:00

25 minutos – Bebés dos 6 meses aos 3 anos
(também para crianças dos 3 aos 5 anos)

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e ilustrações de Mafalda Milhões.

A história de um caracol, das cócegas que ele fazia, de como ele virava e girava, e de como acabou por não cair. Brincamos com as palavras. São o nosso brinquedo favorito. Brincamos com a música das palavras, com a leveza das palavras, com o tamanho das palavras, com a pressa e a lentidão das palavras e também… com o silêncio.

Abr
23
Ter
Sophia na Biblioteca Andante – Lisboa @ Local a designar
Abr 23@19:00_20:00
Sophia na Biblioteca Andante
 
Mais do que uma leitura encenada, Sophia na Biblioteca Andante é uma revisitação nossa aos seus textos que sempre nos acompanharam.
Do “dia inicial inteiro e limpo” à exemplar super “Mónica”, dos “brancos pavores” do fundo do mar à infância, quando pensava que os poemas eram “o nome deste mundo dito por ele próprio”. Sem nunca esquecer a sua amada Grécia. Nem o mar.
 
A arte poética de Sophia de Mello Breyner Andresen acompanha-nos desde o início, há vinte anos já.
 
Sophia, uma pedra basilar da nossa biblioteca, uma poesia que nos ensina a olhar para nós próprios. Uma voz que identificamos como nossa. Ou como ela escreveu:
“A voz sobe os últimos degraus
Oiço a palavra alada impessoal
Que reconheço por não ser já minha.”
Abr
24
Qua
Afinal… o Gato? – Ourém @ Biblioteca Municipal de Ourém
Abr 24@10:00_10:45

AFINAL… O GATO?

30 minutos – para crianças dos 3 aos 5 anos

Para as crianças dos jardins de infância do concelho.

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.

“Gato que brincas na rua como se fosse na cama” É ​a ​partir daqui que tudo começa.
Mas afinal onde está gato? Dentro do sapato? Dentro do poema? Dentro do livro? Dentro de nós?
Vamos jogar com ele às escondidas? Vamos?
Vamos brincar com os sons, com as palavras, com as sensações, com o impossível, com o que não há?
Será que no final vamos saber onde está e quem é o gato?

“A nossa imaginação do impossível não é porventura própria, pois já vi gatos olhar para a lua, e não sei se não a quereriam.”Fernando Pessoa (Livro do desassossego)

Mai
2
Qui
Afinal… o Gato? – Alcochete @ Colégio Penas Real
Mai 2@10:00_10:30

AFINAL… O GATO?

30 minutos – para crianças dos 6 meses  aos 5 anos

(só para as crianças da instituição)

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.

“Gato que brincas na rua como se fosse na cama” É ​a ​partir daqui que tudo começa.
Mas afinal onde está o gato? Dentro do sapato? Dentro do poema? Dentro do livro? Dentro de nós?
Vamos jogar com ele às escondidas? Vamos?
Vamos brincar com os sons, com as palavras, com as sensações, com o impossível, com o que não há?
Será que no final vamos saber onde está e quem é o gato?

“A nossa imaginação do impossível não é porventura própria, pois já vi gatos olhar para a lua, e não sei se não a quereriam.”Fernando Pessoa (Livro do desassossego)

Mai
3
Sex
VI Encontro de Escritores da Lusofonia – Alcochete @ Fórum Cultural de Alcochete
Mai 3@18:00_Mai 5@19:00

de momento só sabemos que vamos estar com o nosso “À volta da língua

Mai
18
Sáb
Afinal o Íbis – Montemor-o-Novo – Festa dos Contos @ Cine-Teatro Curvo Semedo
Mai 18@11:00_11:30


30 minutos – Bebés dos 6 meses aos 3 anos
(também para crianças dos 3 aos 5 anos)

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.
A história de um pássaro esquisito inventada por Fernando Pessoa, o Íbis do Egipto, é o nosso pretexto para embalar, brincar, cantar, voar com os bebés. A partir deste, outros pássaros de Pessoa se lhe juntam.
A actriz conduz o público pelas paisagens poéticas, pela musicalidade das palavras, pelo voo das páginas e em meia hora teremos tempo para brincar, cantar, dançar, ler e dormir.

Poesia à la Carte – Montemor-o-Novo @ Biblioteca Municipal
Mai 18@14:30_16:00

POESIA À LA CARTE – Performance poética
Público em geral

No âmbito da Festa dos Contos 2019

A Chef Andantinni tem propostas poéticas para todos. Escolha do cardápio um poema e deguste-o nesta esplanada ao ar livre.
Venha viver uma experiência única!
Se num restaurante não está à espera que o seu prato seja servido a todos, aqui, o poema que escolheu, é só para si.
Temos o sistema tecnologicamente mais avançado para o levar das mãos da nossa Chef até aos seus ouvidos.

Poesia à la carte: um momento único na sua vida.

 

Mai
29
Qua
Afinal… o Gato? – Lisboa @ Creche de Santa Clara
Mai 29@9:30_11:45

AFINAL… O GATO?

30 minutos – para crianças dos 3 aos 5 anos

(só para as crianças da instituição)

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.

“Gato que brincas na rua como se fosse na cama” É ​a ​partir daqui que tudo começa.
Mas afinal onde está o gato? Dentro do sapato? Dentro do poema? Dentro do livro? Dentro de nós?
Vamos jogar com ele às escondidas? Vamos?
Vamos brincar com os sons, com as palavras, com as sensações, com o impossível, com o que não há?
Será que no final vamos saber onde está e quem é o gato?

“A nossa imaginação do impossível não é porventura própria, pois já vi gatos olhar para a lua, e não sei se não a quereriam.”Fernando Pessoa (Livro do desassossego)

Mai
30
Qui
Afinal… o Gato? – Lisboa @ Creche Sementes do Mundo
Mai 30@9:30_11:45

AFINAL… O GATO?

30 minutos – para crianças dos 3 aos 5 anos

(só para as crianças da instituição)

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.

“Gato que brincas na rua como se fosse na cama” É ​a ​partir daqui que tudo começa.
Mas afinal onde está o gato? Dentro do sapato? Dentro do poema? Dentro do livro? Dentro de nós?
Vamos jogar com ele às escondidas? Vamos?
Vamos brincar com os sons, com as palavras, com as sensações, com o impossível, com o que não há?
Será que no final vamos saber onde está e quem é o gato?

“A nossa imaginação do impossível não é porventura própria, pois já vi gatos olhar para a lua, e não sei se não a quereriam.”Fernando Pessoa (Livro do desassossego)

Mai
31
Sex
Afinal o Íbis – Mafra @ EB Professor João Dias Agudo
Mai 31@10:00_12:30


30 minutos – Bebés dos 6 meses aos 3 anos
(também para crianças dos 3 aos 5 anos)

(só para as crianças da instituição)

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.
A história de um pássaro esquisito inventada por Fernando Pessoa, o Íbis do Egipto, é o nosso pretexto para embalar, brincar, cantar, voar com os bebés. A partir deste, outros pássaros de Pessoa se lhe juntam.
A actriz conduz o público pelas paisagens poéticas, pela musicalidade das palavras, pelo voo das páginas e em meia hora teremos tempo para brincar, cantar, dançar, ler e dormir.

Jun
3
Seg
Andante(des)Concertante – Mafra @ EB Professor João Dias Agudo
Jun 3@10:30_11:30

ANDANTE(des)CONCERTANTE
Concerto de poesia para crianças

Para os alunos do 1º ciclo da instituição

60 minutos

E se uma ida ao teatro nos transformasse em músicos de uma orquestra?
E se essa orquestra se transformasse numa floresta?
E se essa floresta nos fizesse amar as árvores?
E se as árvores desatassem a falar?
E se a fala das árvores nos mostrasse como as palavras dançam?

E se uma ida ao teatro fosse pura poesia?

Andante(des)Concertante
Um concerto feito de poesia, música, magia, heróis, pings e bongs, bailados de mãos e… silêncio.

A maestrina conduz uma floresta, e há uma orquestra, que dividida por naipes e com muita poesia, vai ensaiando com brincadeiras, coreografias, músicas, sons de vento e de pássaros e até de palavras proibidas.

No final, floresta e orquestra farão a sua apresentação… e haverá uma surpresa.

Jun
7
Sex
Afinal… o Gato? – Loulé @ Biblioteca Municipal Sophia de Mello Breyner Andresen
Jun 7@10:00_12:00

AFINAL… O GATO?

30 minutos – para crianças dos 3 aos 5 anos

Para as crianças dos jardins de infância do concelho.

Espectáculo de promoção da leitura para bebés, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e imagem de Mafalda Milhões.

“Gato que brincas na rua como se fosse na cama” É ​a ​partir daqui que tudo começa.
Mas afinal onde está gato? Dentro do sapato? Dentro do poema? Dentro do livro? Dentro de nós?
Vamos jogar com ele às escondidas? Vamos?
Vamos brincar com os sons, com as palavras, com as sensações, com o impossível, com o que não há?
Será que no final vamos saber onde está e quem é o gato?

“A nossa imaginação do impossível não é porventura própria, pois já vi gatos olhar para a lua, e não sei se não a quereriam.”Fernando Pessoa (Livro do desassossego)

Jul
4
Qui
Maratona de Leitura da Sertã @ Sertã
Jul 4@18:00_Jul 6@23:45

A Maratona de Leitura é uma actividade de promoção da leitura cujo objectivo é reunir um grande número de pessoas que leiam ininterruptamente durante 24 horas.

Nós vamos lá estar com o nosso “À volta da Língua” e mais, muito mais

Nov
6
Qua
Sophia na Biblioteca Andante – Lisboa @ Local a designar
Nov 6@19:00_20:00
Sophia na Biblioteca Andante
 
Mais do que uma leitura encenada, Sophia na Biblioteca Andante é uma revisitação nossa aos seus textos que sempre nos acompanharam.
Do “dia inicial inteiro e limpo” à exemplar super “Mónica”, dos “brancos pavores” do fundo do mar à infância, quando pensava que os poemas eram “o nome deste mundo dito por ele próprio”. Sem nunca esquecer a sua amada Grécia. Nem o mar.
 
A arte poética de Sophia de Mello Breyner Andresen acompanha-nos desde o início, há vinte anos já.
 
Sophia, uma pedra basilar da nossa biblioteca, uma poesia que nos ensina a olhar para nós próprios. Uma voz que identificamos como nossa. Ou como ela escreveu:
“A voz sobe os últimos degraus
Oiço a palavra alada impessoal
Que reconheço por não ser já minha.”
Nov
16
Sáb
Quem quer ser Saramago – Lisboa @ Biblioteca Palácio Galveias
Nov 16@21:30_22:30

60 minutos

entrada livre sujeita à lotação da sala

A grande e decisiva arma é a ignorância. É bom, que eles nada saibam, nem ler, nem escrever, nem contar, nem pensar, que considerem e aceitem que o mundo não pode ser mudado, que este mundo é o único possível, tal como está, que só depois de morrer haverá paraíso… JS in Levantado do Chão
Agora, mais do que nunca, as palavras de José Saramago ajudam-nos a compreender, a lutar e a ultrapassar os tempos conturbados em que vivemos.
Quem quer ser Saramago?
Como num jogo somos levados através do universo da escrita de José Saramago, com avanços e recuos, ultrapassando uma dificuldade aqui, fazendo uma descoberta ali.
Quem quer ser Saramago?
Uma viagem contra a crueldade, a humilhação e a mentira, guiada pela “Voz” e pela obra do único Nobel da língua portuguesa, com destino a um mundo mais digno, justo e verdadeiro.