Evidente Mente

Evidente Mente

Espectáculo de Leitura em Voz Alta

Este ano, para a celebração do dia Mundial da Leitura em Voz Alta, além dos textos sobre essa temática, trouxemos um que nos fará reflectir sobre as notícias falsas que manipulam a opinião pública em larga escala. Trouxemos um poema emblemático da história recente do Brasil: “A implosão da mentira” de Affonso Romano de Sant’Anna. Escrito em 1981, durante a ditadura militar brasileira, o poema ganha actualidade por conseguirmos ler nele uma das questões fundamentais dos nossos dias: onde está a verdade e a mentira.
Para compreender/ler o mundo que nos rodeia, saber ler não basta. É preciso ler bem, é preciso interpretar, é preciso formar opinião e ter sentido crítico.
Os jovens que nos acompanham têm a sua própria visão sobre este assunto e acreditamos que essas múltiplas visões hão-de lançar alguma luz sobre os dias que correm. E acreditamos também que não hão-de aceitar que lhes mintam.

Quem fez o quê

Guião e direcção: Cristina Paiva e Fernando Ladeira

Textos: Affonso Romano de Sant’anna, Alexandre O´Neill, Chimo, Daniel Pennac, José Saramago, León Filipe, Nazim Hikmet, Ruy Belo, Sophia de Mello Breyner Andresen…

Leituras: Andreia Pasadas, Artur Silva, Carolina Tavares, Carolina Unas, Catarina Pardal, Cauã Castro, Clara Santos, Cristina Paiva, Joana Fernandes, João Brás, Lara Anceriz, Maria Leonor Viegas, Matilde Lourenço, Miguel Rodrigues, Nuno Calado

Vídeo: Américo Prata

Adereços: Lucília Telmo

Sonoplastia e operação de som: Fernando Ladeira

Patrocínio: PNL 2027

Apoio: Município de Setúbal e Escola Secundária du Bocage

Mais


Promover a leitura com a leitura em voz alta. Criar um espaço sonoro e visual com a voz dos leitores. Que essa voz conduza os outros (leitores ou não leitores) por um caminho feito não só das palavras dos escritores mas também das nossas vidas, das nossas histórias, das nossas emoções. Revelar mais que mostrar, evocar mais que lembrar, viver mais do que ver.
Este é o trabalho da Andante desde o primeiro dia, há vinte anos atrás.