À barca!


60 minutos – Público em geral

Os serviços culturais da C. M. de Alcochete lançaram-nos o desafio de em 2015 fazermos um espectáculo comemorativo dos 500 anos da atribuição de foral a Alcochete e Aldeia Galega.

Como é que um grupo de teatro que tem por missão a promoção da leitura se vê envolvido numa “empreitada” destas?
Metemos mãos à obra (literalmente), lemos o foral, procurámos saber um pouco mais, e perguntámo-nos o que é que um diploma legal que regula impostos, coimas, crimes… pode acrescentar ao nosso trabalho de promoção da leitura?
Naturalmente fomos encontrar-nos com os grandes cronistas, poetas, escritores, dramaturgos e músicos quinhentistas. Vamos continuar com o nosso trabalho de promoção da leitura, neste caso da literatura quinhentista. E não vamos sós. Vêm connosco os elementos dos vários Clubes de Leitura em Voz Alta que fomos formando ao longo dos anos, um grupo de músicos da Banda Filarmónica da Sociedade Imparcial 15 de Janeiro de 1898 de Alcochete, a companhia de dança contemporânea do Conservatório Regional de Artes do Montijo, o Grupo Folclórico de Danças e Cantares da Fonte da Senhora e ainda 25 alunos do 5º ano da Escola Dom Manuel de Alcochete. Dia 24 de Janeiro seremos cerca de 75 pessoas em cima do palco do Fórum Cultural de Alcochete.

Para além da celebração do Foral, queremos compreender, queremos reflectir e fazer reflectir sobre esse momento histórico particular. Queremos também divertir-nos e divertir quem vier ver-nos. E queremos, cada vez mais, que os nossos maiores sejam realmente celebrados e reconhecidos por todos: Camões, Sá de Miranda, Fernão Mendes Pinto, Gil Vicente, Damião de Góis…

E assim, depois de sermos desafiados, aqui fica o nosso desafio: “À barca, à barca senhores, houlá, que temos gentil maré!”

Fotos

Quem faz o quê


Pesquisa e Guião – Cristina Paiva

Encenação – Cristina Paiva e Fernando Ladeira

Produção – José Luís Grilo e Andante

Textos – António Rei, Bernardim Ribeiro, Damião de Góis, Erasmo de Roterdão, Fernão Mendes Pinto, Gil Vicente, João Ruiz de Castel Branco, Luís de Camões, Sá de Miranda

“Maestrina” – Cristina Paiva

Coro leitor – Adília Silva, Ana Brandão, Ana Maria Tavares, Ana Maria Vieira, Anabela Labreca, Antónia Batalha, António Soares, Cíntia Mendes, Conceição Aguiar, Cristina Alves, Daniel Guerra, Eugénia Casadinho, Gabriela Maduro, Helena Barros, Ilda Albuquerque, Isabel Moisés, Luís Correia, Manuel Aguiar, Margarida Martins, Maria Abelha, Mariana Tomás, Paulo Machado, Renato Ribeiro, Rosa Almeida, Vitória Roque

Crianças do 5º H – Afonso Pereira, Ana Raquel Simões, Andrei Ratá, Carolina Alves, Catarina Jalles, Daniel Rodrigues, Diogo Sousa, Diogo Campos, Helena Santos, João Gomes, Lauro Rodrigues, Luana Sobral, Madalena Antão, Maria Pereira, Mariana Borges, Miguel Ciupac, Raquel Marques, Rodrigo Gomes, Samuel Serra, Sara Figueiredo, Sofia Paiva, Tânia Cumpanasoiu, Tomás Brandão, Tomás Paitio

Música – Juan del Encina
Arranjos musicais – António Menino
Músicos – António Menino (clarinete soprano), Diogo Cocharra (clarinete soprano), Ricardo Piçarra (percussões), Rui Cocharra (clarinete baixo) e Tiago Menino (clarinete soprano)
Tenor – Bruno Almeida

Conceção plástica – Cíntia Mendes
Costureira – Antónia Batalha
Confeção de adereços – Alexandra Ferreira, Cíntia Mendes, Margarida Martins

Coreografia – Bruno Rodrigues
Bailarinos – Adelino Lourenço, Beatriz João, Débora Gago, Inês Reis, Nádia Fernandes, Patrícia Macedo

Bailadores – Catarina Lourenço, Cila Gonçalves, Fábio Gonçalves, Fátima Martins, Marisa Peixinho, Miguel Melo, Patrícia Martins, Rúben Cardoso, Rui Faria, Vanessa Hipotecas
Director técnico – Arsénio Ferreira

Som e Luz – Fernando Ladeira e Ricardo Tavares

Agradecimentos – Professoras Celina Mends, Helena Barros, Paula Simões e Sónia Santos

Vídeo